Export citation

Show simple item record

dc.contributor.authorArmando Malheiro da Silva*
dc.date.accessioned2021-02-12T03:32:37Z
dc.date.available2021-02-12T03:32:37Z
dc.date.issued2006*
dc.date.submitted2020-05-28 16:16:47*
dc.identifier45854*
dc.identifier.urihttps://directory.doabooks.org/handle/20.500.12854/59344
dc.description.abstractO lente republicano da Universidade de Coimbra que, no ano de 1908, lançava uma acusação violenta contra a instituição, defendendo a laicidade do ensino e o laicismo, não é o mesmo que em 1918 se senta nos “doutorais”, abrindo as portas ao regresso da tradição académica que, numa certa conjuntura (e só nela), pode ser entendida como uma das formas da Tradição? É o mesmo que permite a penetração do pensamento católico e da ação monárquica? Será esta uma questão relativa*
dc.languagePortuguese
dc.relation.ispartofseriesInvestigação*
dc.titleSidónio e Sidonismo: vol. I história de uma vida*
dc.typebook
oapen.identifier.doi10.14195/978-989-26-0471-8*
oapen.relation.isPublishedBy71c193a7-6c08-4e85-ae72-a002208589fd*
virtual.oapen_relation_isPublishedBy.publisher_nameCoimbra University Press
virtual.oapen_relation_isPublishedBy.publisher_websitewww.uc.pt/imprensa_uc
oapen.relation.isbn9728704534*
oapen.pages846 (2 volumes)*
oapen.edition1.ª*


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
Except where otherwise noted, this item's license is described as https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/