Export citation

Show simple item record

dc.contributor.authorRobert Rowland*
dc.date.accessioned2021-02-11T23:29:27Z
dc.date.available2021-02-11T23:29:27Z
dc.date.issued1997*
dc.date.submitted2019-12-06 13:15:31*
dc.identifier39997*
dc.identifier.urihttps://directory.doabooks.org/handle/20.500.12854/56660
dc.description.abstractEsta edição revista contém, para além dos quatro capítulos originais, um ensaio suplementar, redigido em 2015. O primeiro capítulo, que serve de introdução ao volume, insiste no carácter contextual de qualquer análise da família e pretende demonstrar que o seu estudo comparativo tem sempre um carácter interdisciplinar. O segundo apresenta o conceito de regime demográfico e mostra como a dinâmica das populações antigas reflecte as funções demográficas da família e, por conseguinte, os factores socioeconómicos que lhe servem de enquadramento. Os dois capítulos seguintes, que analisam em profundidade duas variáveis chave de qualquer regime demográfico, constituem uma primeira aproximação, numa perspectiva malthusiana, à complexidade e especificidade do caso português. O terceiro identifica os padrões de nupcialidade observáveis em Portugal continental durante a segunda metade do século XIX. Para além de constituir uma contribuição original para a metodologia da demografia histórica, o ensaio constitui um ponto de partida para investigações mais aprofundadas e localizadas sobre a articulação interna dos regimes demográficos. O quarto, por sua vez, propõe-se analisar o sistema familiar português em meados do século XX, descrevendo a sua configuração regional com base numa reelaboração dos dados do Censo de 1960 e identificando os principais factores subjacentes à variação nas estruturas familiares: o grau de subordinação do tecido económico à lógica de mercado e a medida em que essa subordinação permite a estruturação das relações sociais e familiares em torno da lógica da casa. A principal novidade deste capítulo reside no facto de apresentar, pela primeira vez, um quadro pormenorizado e de conjunto do sistema familiar português e da sua evolução no tempo, abrindo caminho para investigações mais aprofundadas e localizadas sobre a estruturação do sistema familiar e sobre as suas relações com o contexto socioeconómico. O post-scriptum, por fim, retoma a temática central do livro, relacionando-a, quer com investigações mais recentes que a situam num âmbito comparativo euro-asiático, quer com a tradição malthusiana na qual se insere, e propõe uma nova e mais ampla formulação teórica do conceito de regime demográfico.*
dc.languagePortuguese*
dc.subjectH1-99*
dc.subject.otherhistoire*
dc.subject.otherfamille*
dc.subject.otherPortugal*
dc.subject.otherpopulation*
dc.titlePopulação, Família, Sociedade : Portugal, séculos XIX-XX (2a edição revista e aumentada)*
dc.typebook
oapen.identifier.doi10.4000/books.etnograficapress.437*
oapen.relation.isPublishedBye53dd581-5056-4059-8a0c-2f959e3151fe*
virtual.oapen_relation_isPublishedBy.publisher_nameEtnográfica Press
virtual.oapen_relation_isPublishedBy.publisher_websitehttp://books.openedition.org/etnograficapress
oapen.relation.isbn9791036511240*


Files in this item

FilesSizeFormatView

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record